Ryan Newman ousa na estratégia e vence em Phoenix

Zebra neste domingo da Nascar! Ryan Newman e a equipe Richard Childress, que estavam há tanto tempo sem vencer, saíram da fila. A prova teve três pilotos diferentes dominando cada um dos segmentos. Joey Logano foi o nome do primeiro, Chase Elliott do segundo e Kyle Busch do terceiro. Mas a quatro voltas para o fim uma amarela mudou tudo. Grande parte dos pilotos fizeram o mais lógico, entraram nos pits e trocaram dois pneus. Mas Ryan Newman e mais dois pilotos ficaram na pista e com apenas duas voltas para o fim na relargada, ele venceu a corrida. Segue abaixo o relato da etapa:

Na largada Joey Logano manteve a ponta seguido de Kyle Larson que deixou Ryan Blaney para trás na briga pela segunda colocação. Na 11 foi a vez de Brad Keselowski passar por Blaney e assumir o terceiro posto. Na 50 foi a vez de Dale Earnhardt Jr. deixar o #21 para trás. A frente deles Keselowski passou Larson na 52 para colocar os dois pilotos da Penske nas duas primeiras posições. Na 58 Corey LaJoie bateu no muro e causou a primeira amarela da corrida. Os pilotos pararam nos pits e Logano voltou na ponta seguido de Larson e Dale Jr.

Bandeira verde novamente na 32 e Logano sustentou a liderança seguido de Larson. Keselowski que perdeu posições nos pits, foi pra cima dos rivais e na 33 já era o terceiro. No fim do segmento Kyle Larson foi para cima de Logano brigar pela vitória. Keselowski e Chase Elliott chegaram neles e virou uma bela briga. Mas não houve nenhuma mudança entre eles e Logano venceu garantindo 10 pontos no campeonato e 1 extra para os Playoffs. Novas paradas nos boxes e Logano retornou em primeiro com Larson em segundo e Keselowski em terceiro. Martin Truex Jr foi punido nos pits.

Os pilotos voltaram a ação na 84 e Logano permaneceu na frente. No giro seguinte, no entanto, ele foi engolido por Kyle Larson por baixo e Chase Elliott por cima e caiu para terceiro. O #24 pulou para primeiro seguido de #42. Na 106 Kyle Busch passou Joey Logano pelo quarto posto. As atenções estavam voltadas para cima dos dois que se tocaram no fim da prova em Las Vegas. Na 117 LaJoie bateu novamente no muro e levou o safety-car a pista. Mais um ciclo de paradas e Chase Elliott voltou na ponta seguido de Larson. Logano e Aric Almirola foram punidos por velocidade nos pits.

Relargada na 124 e Chase Elliott continuou em primeiro seguido de Larson e Kyle Busch. Daí até o fim do segmento não houve mais mudanças e Chase Elliott confirmou a vitória. Os pilotos voltaram aos pits e Chase Elliott voltou na ponta seguido de Larson. A disputa retomou na 158 e Elliott não tracionou bem e foi superado por Kyle Larson, mas antes do fim da volta ele conseguiu dar o troco e retomou o comando da corrida. Na 179 Kyle Busch deixou Larson para trás na briga pela vice-liderança. Daí Matt Kenseth perdeu o carro e bateu no muro, causando outra amarela.

Lá foram novamente os pilotos para mais uma troca de pneus e Kyle Busch voltou na liderança seguido de Chase Elliott. O safety-car deixou a pista na 200 e Kyle Busch se sustentou na frente seguido de Keselowski que passou Chase Elliott. Na 204 Gray Gaulding perdeu o carro e levou junto David Ragan. Denny Hamlin, com um pneu furado, teve que parar nos pits. A prova recomeçou na 212 e Kyle Busch manteve a ponta e atrás dele Larson deu o troco em Keselowski, mas tomou o troco em seguida. Kevin Harvick, o grande favorito da corrida, estava na quarta colocação.

Com 56 voltas para o fim Cole Whitt teve um pneu furado, bateu no muro e causou mais uma amarela. Todos voltaram aos boxes para última parada e Kyle Busch voltou na ponta seguido de Kyle Larson, Keselowski e Harvick. Martin Truex Jr. teve problemas na parada e perdeu várias posições. Ryan Blaney foi punido por excesso de velocidade. Bandeira verde novamente com 51 para o fim e Kyle Busch sustentou a liderança com Larson em segundo e Harvick em terceiro. Destaque para Erik Jones andando na quinta colocação.

Com quatro voltas para o fim Logano bateu no muro e causou uma bandeira amarela. Os pilotos pararam nos pits e Kyle Larson voltou na ponta seguido de Kyle Busch. Ryan Newman, Ricky Stenhouse Jr e Martin Truex Jr ficaram na pista e pularam para as primeiras colocações. Os pilotos voltaram a ação na prorrogação e Ryan Newman permaneceu na frente. Stenhouse e Truex acabaram atrapalhando um pouco a vida dos pilotos com dois pneus novos e o #31 aproveitou para abrir e quando Larson e Kyle Busch se livraram deles já era tarde demais e Ryan Newman confirmou a vitória.

Segue abaixo o resultado final da corrida:

1 31 Ryan Newman 314
2 42 Kyle Larson 314
3 18 Kyle Busch 314
4 17 Ricky Stenhouse Jr 314
5 2 Brad Keselowski 314
6 4 Kevin Harvick 314
7 19 Daniel Suarez 314
8 77 Erik Jones 314
9 48 Jimmie Johnson 314
10 11 Denny Hamlin 314
11 78 Martin Truex Jr 314
12 24 Chase Elliott 314
13 14 Clint Bowyer 314
14 88 Dale Earnhardt Jr 314
15 1 Jamie McMurray 314
16 13 Ty Dillon 314
17 43 Aric Almirola 314
18 3 Austin Dillon 314
19 6 Trevor Bayne 314
20 5 Kasey Kahne 314
21 27 Paul Menard 314
22 10 Danica Patrick 314
23 21 Ryan Blaney 314
24 95 Michael McDowell 314
25 41 Kurt Busch 314
26 47 AJ Allmendinger 314
27 37 Chris Buescher 314
28 34 Landon Cassill 313
29 32 Matt DiBenedetto 313
30 15 Reed Sorenson 312
31 22 Joey Logano 307
32 51 Timmy Hill 307
33 55 Derrike Cope 307
34 72 Cole Whitt 256
35 38 David Ragan 204
36 23 Gray Gaulding 201
37 20 Matt Kenseth 190
38 83 Corey Lajoie 115
39 33 Jeffrey Earnhardt 9
the author

Thiago Raposo é um fanático por automobilismo como um todo.

6 Readers Commented

Join discussion
  1. luiz grass on 20/03/2017

    Será que vamos ter chilique do “buschinho” (igual o da esposa), com direito a choro e juras de vingança? Vai botar a culpa no Logano novamente? Mimaram demais a criança e quando não esta no comando fica totalmente perdido. Lamento Thiago Raposo, mas para mim ele é apenas um piloto médio, pois não sabe administrar a própria cabeça, eis que tem bom equipamento e não sabe tirar o máximo dele (tem piloto que embora o equipamento seja ruim, tira “leite de pedra”), sendo que vive necessitando de ajuda dos companheiros de equipe. Antigamente, quando disputava com o Keselowski era mais focado e fazia grandes corridas.

  2. Hélio Eduardo on 20/03/2017

    Luiz grass… Kyle piloto médio ??.. Com todo respeito, você odiar ele, mas chamá-lo de piloto médio, um piloto que detém números que dão a ele o credito que poucos têm.
    Sinceramente

  3. luiz grass on 21/03/2017

    Não o odeio, só o acho arrogante e desfocado (tanto que é chamado de bad boy lá nos EUA), podia ter muitos títulos, mas não tem, pois sempre morre na praia. Pilotos ótimos extraem bom desempenho até de carros ruins, os médios somente de carros bons e com ajuda dos parceiros. Numa comparação de formula 1: Senna com a Toleman (ótimo) Schumacher com a Ferrari (medio) e as ordens para o Rubinho deixá-lo passar; em resumo um tenta vencer por méritos próprios dando o melhor de si e o outro não dá o melhor de si e quando o carro não ajuda apela para falcatruas. Outro exemplo de quem dava tudo de si era Gilles Villeneuve. Comparativo Jimmie Johnson 508, 80 vitorias, 7 titulos vs Kyle Busch 390 corridas, 1 titulo, 34 vitorias.

  4. FGL1983 on 21/03/2017

    Hoje aprendi que Schumacher e Kyle Bush são pilotos médios!!!!
    O ódio cega …

  5. luiz grass on 21/03/2017

    Puxa FGL1983, a criançada começa a assistir corrida agora, “manja” tudo de corrida, mas não aceita que alguém tenha opinião contrária sobre seus “ídolos”, dai a classifica como ódio. Apenas expus o porque não considero Kyle ou Schumacher como ótimos pilotos (não fizeram jus (merito, competência, arrojo, etc) a várias de suas vitorias). Se você gosta deles, ótimo, continue torcendo por eles abertamente (não se esconda atrás de um pseudônimo), divulgue as otimas qualidades dele. O Hélio Eduardo , por exemplo, enalteceu os números, o que achei legal, apenas coloquei ali que achei o Jimmie Johnson mais efetivo (venceu proporcionalmente mais com menos corridas). Neste domingo Kyle tinha tudo para ganhar a corrida, perdeu porque? Será que usou uma estratégia burra?

  6. FGL1983 on 22/03/2017

    Luiz Grass, não sei a tua idade, mas acho que sou mais velho do que tu, e devo assistir corrida há mais tempo também. Não me “escondo atrás de pseudômino”, uso essa sigla porque é mais prático.
    Não torço para nenhum piloto, mas também não odeio nenhum. Quando tu me acusa de “torcedor”, é porque tu tenta esconder a tua iconoclastia (vai descobrir o que é, “criança”).
    E já que tu gosta de números, vamos lá: a NASCAR tem, se não me engano, 68 temporadas; dessas, 21 foram conquistadas por 3 pilotos. Ou seja, qualquer outro que tenha vencido um campeonato já pode ser considerado um grande piloto, entre eles Kyle Bush. Na F1, o Scumacher é 7 vezes campeão, o recordista.
    Isso são números, o resto, é ódio …

HAVE SOMETHING TO SAY?