Joey Logano vence em Richmond após largar do fim do grid

Grande prova dos pilotos da Penske na etapa deste domingo a Monster Energy Nascar Cup Series em Richmond. Brad Keselowski esteve sempre forte e venceu o segundo segmento da prova. Já Joey Logano, devido a alterações que fez no carro antes da largada, teve que partir do fim do pelotão. Mas foi gradualmente evoluindo na prova e no fim venceu a corrida. Keselowski foi o segundo e garantiu a dobradinha da equipe Penske.

Na largada Matt Kenseth manteve a ponta seguido de Ryan Blaney e Martin Truex Jr. Na volta seis Erik Jones bateu no muro e causou a primeira amarela da corrida. Bandeira verde novamente na 13 e Kenseth sustentou a liderança. Atrás dele a briga pelo segundo posto pegava fogo com Martin Truex Jr. e Kyle Busch pressionando Ryan Blaney. Tanto o #78 quanto o #18 deixaram o #21 para trás. Brad Keselowski, que havia parado na amarela, começou a colher dividendos com pneus mais novos e na volta 53 estava passando por Kyle Busch para assumir a terceira colocação.

Na 65 a segunda amarela da corrida foi acionada depois que Ricky Stenhouse Jr. bateu no muro. Os pilotos pararam nos pits Kenseth voltou na ponta. Kyle Busch, Chris Buescher e Dale Earnhardt Jr. foram punidos por irregularidades nos boxes e tiveram que ir para o fim do pelotão. Os pilotos voltaram a ação na26 e Kenseth permaneceu na frente. O primeiro estágio chegou então ao fim com vitória do #20. Kenseth voltou na frente depois de mais uma sessão de troca de pneus e reabastecimento.

Relargada na 110 e Kenseth continuou em primeiro seguido de Kyle Larson e Kevin Harvick. Keselowski mostrou mais uma vez ter um bom carro nos “long runs” e depois de algumas voltas em verde deixou Harvick e Larson para trás para chegar ao segundo posto. E com 35 para o fim do estágio ele passou por Kenseth para liderar a corrida. Daí para frente não houve mais mudança e Keselowski confirmou a vitória. Denny Hamlin, que arriscou não trocar pneus, voltou na ponta depois das paradas. Jimmie Johnson foi punido.

A disputa retomou na 212 e Hamlin prosseguiu no comando pressionado por Harvick. Os pneus novos do #4 falaram mais alto e ele assumiu a ponta. Na 238, no entanto, Keselowski colou nele e o ultrapassou para voltar ao primeiro posto. Na 350 a amarela foi acionada devido a detritos na pista. Denny Hamlin voltou mais uma vez na ponta depois de trocar só dois pneus. Kasey Kahne foi punido. O safety-car deixou a pista na 356 e Hamlin se sustentou na frente com Harvick em segundo e Jamie McMurray em terceiro.

Na 285 Keselowski colou em Hamlin e com muita facilidade voltou a ponta. Não demorou muito e Harvick também deixou o #11 para trás. Com 85 para o fim os pilotos começaram a procurar os pits em bandeira verde e Joey Logano puxou a fila. Amarela na 343 depois que Dale Earnhardt Jr. e Jimmie Johnson se tocaram e ambos ficaram lentos na pista. Os pilotos voltaram aos pits Keselowski voltou na ponta seguido de Ryan Newman. A prova recomeçou 349 e Keselowski manteve a ponta. Mas poucas voltas depois Dale Jr. teve novo problema e causou nova paralisação.

Mais troca de pneus e Keselowski voltou na frente. Bandeira verde novamente com 39 voltas para o fim e Keselowski sustentou a liderança e atrás dele Hamlin e Kyle Busch duelavam pela segunda colocação. Matt Kenseth esbarrou em Chase Elliott e ficou lento na pista e o safety-car voltou a pista devido aos detritos. Nova rodada de paradas e Kyle Busch voltou na ponta. Brad Keselowski e Joey Logano ficaram na pista. Martin Truex Jr. foi punido por irregularidades na parada.

Os pilotos voltaram a ação com 30 para o fim e Logano pulou para frente e Keselowski brigava duro contra Kyle Busch pela segunda colocação. Na 376, numa disputa no pelotão intermediário entre Kurt Busch, Chase Elliott e Ryan Blaney, acabou sobrando para o #21 que bateu no muro. Lá foram novamente os pilotos para os pits e Logano voltou na ponta. Os seguintes pilotos não pararam nos pits: Kyle Larson, Ricky Stenhouse Jr, Chris Buescher, Martin Truex Jr, David Ragan e Cole Whitt. Kyle Busch foi punido.

Relargada com 19 voltas para o fim e Larson continuou em primeiro e Logano se tentava se livrar dos pilotos a frente dele. Duas voltas depois o #22 assumiu a ponta. Keselowski e Hamlin foram juntos e pularam para segundo e terceiro respectivamente. Daí para frente não houve mais mudanças e Joey Logano se tornou o sétimo piloto diferente a vencer em 2017. Keselowski terminou em segundo e garantiu a dobradinha para a equipe Penske.

Segue abaixo o resultado final da corrida:

1 22 Joey Logano 400
2 2 Brad Keselowski 400
3 11 Denny Hamlin 400
4 17 Ricky Stenhouse Jr 400
5 4 Kevin Harvick 400
6 1 Jamie McMurray 400
7 31 Ryan Newman 400
8 41 Kurt Busch 400
9 43 Aric Almirola 400
10 78 Martin Truex Jr 400
11 48 Jimmie Johnson 400
12 19 Daniel Suarez 400
13 6 Trevor Bayne 400
14 42 Kyle Larson 400
15 14 Clint Bowyer 400
16 18 Kyle Busch 400
17 37 Chris Buescher 400
18 10 Danica Patrick 400
19 38 David Ragan 400
20 3 Austin Dillon 400
21 34 Landon Cassill 400
22 5 Kasey Kahne 400
23 20 Matt Kenseth 400
24 24 Chase Elliott 400
25 27 Paul Menard 400
26 13 Ty Dillon 400
27 72 Cole Whitt 400
28 32 Matt DiBenedetto 400
29 95 Michael McDowell 399
30 88 Dale Earnhardt Jr 398
31 23 Gray Gaulding 398
32 83 Corey Lajoie 396
33 15 Reed Sorenson 395
34 51 Timmy Hill 393
35 33 Jeffrey Earnhardt 392
36 21 Ryan Blaney 378
37 47 AJ Allmendinger 333
38 77 Erik Jones 4
the author

Thiago Raposo é um fanático por automobilismo como um todo.

No comments yet.

HAVE SOMETHING TO SAY?