Brad Keselowski sobrevive aos caos de Talladega e vence na Monster Cup Series

A etapa de Talladega neste domingo da Monster Energy Nascar Cup Series foi bem tensa. A prova foi válida como segunda prova da segunda fase dos Playoffs e vários pilotos que ainda estão na briga pelo título acabaram se dando mal envolvidos em acidentes. Sobraram poucos carros na última relargada e virou quase que uma briga individual, sem o artifício do vácuo. Brad Keselowski deu um xeque-mate em cima de Ryan Newman na última volta para ficar com a vitória e garantir vaga na próxima fase dos Playoffs. Segue abaixo o relato da corrida:

Na largada Dale Earnhardt Jr. manteve a ponta empurrado por Joey Logano. A terceira fila não tracionou bem e Chase Elliott desceu facilmente para trás de Logano para ocupar o terceiro posto. Na segunda volta Logano foi pra cima de Dale Jr. para liderar a corrida. Depois de algumas voltas Brad Keselowski também passou por Earnhardt Jr. para empurrar Logano na dobradinha da Penske. Na volta 14 os pilotos da Ford pararam juntos nos pits. Na 26 outros pilotos partiram para os pits (Chevrolet), os que estavam na pista acabaram se atrapalhando e Jeffrey Earnhardt Jr. bateu com Jamie McMurray. Erik Jones também foi envolvido causando uma amarela. Como o pit fechou na hora da amarela, os pilotos da Chevrolet foram punidos. Os pilotos que não haviam parado (Toyota) pararam durante a paralisação.

Bandeira verde novamente na 37 e Logano sustentou a liderança seguido de Keselowski. Com cinco para o fim do segmento Paul Menard bateu no muro e causou mais uma amarela. Alguns pilotos aproveitaram para parar nos pits. Dale Earnhardt Jr. foi punido por excesso de velocidade. Os pilotos voltaram a ação com uma volta para o fim com Logano e Keselowski na frente, cada um puxando uma fila. O #2 venceu por muito pouco e somou mais playoffs pontos na carteira. Os pilotos que não haviam parado na amarela aproveitaram para parar. Relargada na 62 com Matt Kenseth em primeiro seguido de Kasey Kahne. Duas voltas depois Denny Hamlin passou o #20 para puxar o pelotão.

Na 68 alguns pilotos pararam nos pits e Jimmie Johnson acabou acertado e teve a lateral do carro afetada. No giro seguinte outros pilotos pararam. Matt DiBenedetto não entrou nos pits e assumiu a liderança da corrida andando isolado de todos bem a frente. Denny Hamlin voltou aos pits na 81 e no exato momento a amarela foi acionada por detritos na pista. A disputa retomou na 88 com Kurt Busch no comando, mas ele foi superado por Ricky Stenhouse Jr. na oposta. O segundo segmento fluiu melhor que o primeiro e apesar das trocas constantes de posições, os pilotos evitaram os acidentes e Ryan Blaney garantiu a vitória.

Os pilotos pararam nos pits e Austin Dillon voltou na ponta seguido de Denny Hamlin. O safety-car deixou a pista 116 e Brendan Gaughan que não havia parado se sustentou na frente. Não demorou muito para ele ser engolido pelo pelotão. Ryan Blaney voltou para a liderança. Depois de alguns giros foi a vez de Chase Elliott puxar o pelotão. Na 144 o grupo da Ford voltou aos pits pela última vez. Alguns giros depois Trevor Bayne teve um furo e causou outra amarela. A prova recomeçou com 33 voltas para o fim, mas um acidente envolvendo Clint Bowyer, Cole Whitt, Aric Almirola e Michael McDowell provocou outra paralisação.

Keseloski, com problemas, parou nos pits para fazer reparos e caiu para o fim do pelotão. Bandeira verde novamente restando 29 e Logano sustentou a liderança seguido de Blaney. Daí foi Joey Gase que se acidentou levando o safety-car de volta a pista. Os pilotos voltaram a ação com 18 para o fim e Logano permaneceu na frente. Daí o big one aconteceu envolvendo Kyle Busch, Matt DiBenedetto, Kevin Harvick, Matt Kenseth, Martin Truex Jr, Ricky Stenhouse Jr, Kurt Busch, Jimmie Johnson e Dale Earnhardt Jr. Relargada com 12 para o fim e Logano continuou em primeiro, mas na oposta foi superado por Chase Elliott.

Daí outro acidente aconteceu envolvendo Ryan Blaney, Kevin Harvick, Joey Logano, Trevor Bayne e Brendan Gaughan. A bandeira vermelha foi acionada. A disputa retomou com oito para o fim e Chase Elliott prosseguiu no comando seguido de Kyle Larson. No giro seguinte Kyle Larson passou por ele. Chase Elliott tocou então em Daniel Suarez e causou outro acidente envolvendo também Chris Buescher e Kyle Larson. O safety-car deixou a pista com três para o fim e Keselowski se sustentou na frente pressionado por Ryan Newman por cima empurrado por Hamlin. Na reta final Keselowski driblou Ryan Newman para assumir a ponta e vencer a corrida.

the author

Thiago Raposo é um fanático por automobilismo como um todo.

3 Readers Commented

Join discussion
  1. Ivan Cavalcante on 16/10/2017

    Só deu Ford esse ano nos Superspeedways. Duas vitórias do Ricky Stenhouse Jr. (Roush) e uma do Kurt Busch (Stewart-Haas) e agora do Brad Keselowski (Penske). Chevy e Toyota ficaram chupando o dedo esse ano tanto em Talladega como em Daytona.

    E, em destacar novamente, o fato do canal Fox Sports 2 ter deixado novamente de transmitir ao vivo a prova de Talladega da Monster Energy Cup Series, a Cereja do Bolo da NASCAR de Domingo,pra transmitir Futebol. E aparentemente, nem o VT das 22, 23 horas eles transmitiram Domingo, como era de praxe. Verdadeiro descaso com os fãs da NASCAR, justamente na fase mais importante do Campeonato, q é o Playoff, antigo Chase. Não seria o caso à pensar de se exigir um terceiro canal Fox Sports já à partir de 2018, ano de Copa do Mundo? Pq, se não, ficará mais difícil pra nós, fãs da nobre arte da NASCAR…

  2. marco augusto de camargo on 16/10/2017

    É uma pena mesmo nem o vt eles tem transmitido,o engraçado é que o golfe que é o esporte mais praticado no Brasil KKKKKKK eles transmitem,só não entendi por que transmitiram a corrida de charlotte e ontem não.

  3. Angelo Carvalho on 17/10/2017

    E a Fox continua CAGANDO na boca do assinante, impressionante o descaso daquela emissora.
    VOLTA CANAL SPEED!!!!! VOLTA ROBERTO FIGUEROA!!!!! VOLTA SÉRGIO LAGO!!!!!!

HAVE SOMETHING TO SAY?